InícioVídeos

Espíritas, instruí-vos (...)

 

Em todos os Centros Espíritas, um dos verbos mais conjugados talvez seja “Estudar”, além de ser uma prática constante e uma recomendação contínua dos amigos espirituais.


Em o Livro dos Espíritos, na questão 780, o Espírito de Verdade afirma que o progresso intelectual se antecipa ao progresso moral. Deixando de aproveitar a oportunidade do estudo, como podemos ter êxito nesses dois progressos?


Comparemos com o sistema de educação: no inicio do crescimento intelectual, a criança é inserida no contexto do aprendizado do “be-a-bá”, sendo alfabetizada. Em seguida, ela passa por variados processos de aperfeiçoamento, sendo levada ao estudo de diversas disciplinas. Na linha do tempo, ela passa pela faculdade, especialização, mestrado e doutorado. Comparativamente, o mesmo ocorre com a Universidade da Alma. Nos primeiros momentos de contato com a Doutrina dos Espíritos tudo parece novidade. Para iniciar a “alfabetização” da alma necessitamos ler e estudar os cinco livros básicos: O Livro dos Espíritos, O Livro dos Médiuns, O Evangelho segundo o Espiritismo, O Céu e o Inferno e A Gênese. Nas obras subsidiárias, vamos encontrar os maravilhosos livros de Léon Dennis, a disciplina nos livros de Emmanuel, o revelar do mundo espiritual de André Luiz, a experiência de Yvonne do Amaral Pereira, o viajar pelos diálogos sublimes do Mestre com Amélia Rodrigues e a compreensão dos processos desobsessivos através de Manoel Philomeno de Miranda. Todos eles devem estar na pauta do “Instruí-vos”, conforme recomendação do Espírito de Verdade, em o Evangelho Segundo Espiritismo, capítulo 6, item 5.


Mas, deve ser destacada uma diferença na formação convencional dos educandos, posto que a criança já alfabetizada não volta a ler os livros do primeiro ano. No Espiritismo, os livros básicos estão, permanentemente, na pauta das nossas leituras. O próprio Allan Kardec recomendou a formação de grupos de estudos, para o constante aprimoramento.


“Um curso regular de Espiritismo seria professado com o fim de desenvolver os princípios da Ciência e de difundir o gosto pelos estudos sérios.” [...] (Obras póstumas. Trad. Guillon Ribeiro. 40. ed. 2. P. 2, Projeto – 1868, Ensino Espírita, p. 376.)


Há, ainda, aqueles que pensam que, após o decesso do corpo, a atividade do estudo está finalizada. Ledo engano! Para esclarecer esse ponto, na questão 227, de o Livro dos Espíritos, o codificador questiona: “De que modo se instruem os Espíritos errantes? Certo não o fazem do mesmo modo que nós outros?” A resposta veio clara e objetiva: “Estudam e procuram meios de elevar-se.” Percebemos, então, que o Instruir é uma constante no mundo espiritual é um quesito para a elevação. Contam-nos, os amigos benfeitores que, nas grandes bibliotecas do Além, os livros da Codificação tem uma coloração diferente. Eles brilham e não se consegue mudar as páginas, sem que tenhamos finalizado a leitura e entendido as respectivas lições.


Portanto, meu caro leitor, aprendamos a ler, a estudar e a refletir sobre as lições aprendidas agora, para que possamos minimizar as nossas dificuldades “lá”!

Sidnei Rocha

 

 

SOS-PRECES

SOS Preces

Atendimento Fraterno

Atendimento individual

Segundas, terças e quartas-feiras de 14h às 16h

Quartas e sextas-feiras de 19h30 às 21h

Sábado de 17h às 19h

Saiba Mais...

M A D A

M A D A

Go to top