InícioVídeos

Tudo é permitido

 

“Tudo é permitido, mas nem tudo convém”

O apóstolo Paulo de Tarso, na primeira carta aos Coríntios, 10:23,  afirma ainda: “Tudo é permitido, mas nem tudo edifica”.

A Doutrina Espírita ao apresentar o livre arbítrio, confirma o ensinamento do apóstolo de que tudo é permitido.  Cada um escolhe o melhor caminho, lembrando que nada é proibido, mas nem tudo edifica.

Somos livres, porém será que já temos maturidade para escolher o melhor? Quantos de nós não nos entregamos a escolhas erradas? Queremos suprir nossas necessidades e, portanto, resvalamos na preguiça, no desânimo, na inveja, na maledicência, nas drogas lícitas e ilícitas, no jogo, na traição, no roubo. Encontramos desculpas achando que é normal, que todos fazem, e que podemos fazer também.

Esquecemo-nos de que livre é a semeadura, porém obrigatória é a colheita. Tudo que falamos, pensamos e fazemos, fica registrado na nossa consciência, conforme nos ensina O Livro dos Espíritos, questão 621, onde Kardec pergunta: Onde está escrita a lei de Deus?

Pensamos através dos cinco sentidos: visão, audição, cinestesia, olfato e gustação. Vemos imagens, ouvimos sons (diálogo interno), temos sensações. Quando criamos uma imagem forte de algo que nos atrai, para nossa mente aquilo é real. Por isso Jesus disse “que todo aquele que olha uma mulher para desejá-la, já adulterou com ela em seu coração”. (Mt 5, 27-28).

Onde está nosso coração?Para ele está indo nossa energia. Em que estamos colocando nosso foco, nossa atenção? Podemos gastar o nosso tempo com as fofocas dos artistas, saber de todos os detalhes da vida daqueles que escolhemos como nossos mitos, entretanto, esquecemo-nos do nosso autodescobrimento e de nos conhecermos mais profundamente. Adiamos oportunidades abençoadas, fugindo deste autoencontro, fugindo de nós mesmos.

Podemos desperdiçar uma existência na futilidade, no materialismo, na incessante busca do ter, na gula, no desanimo, na sexualidade mal conduzida, postergando indefinidamente o nosso despertar, esquecidos que estamos aqui de passagem e que todos reencarnamos com a missão de nos melhorarmos, de promovermos a nossa reforma íntima.

Quando reunidos na casa de Lázaro, Marta pede a Jesus que libere Maria para ajudar nas tarefas domésticas, o Mestre fala: Marta, Marta, Maria escolheu a melhor parte.(Lc10:41) Estamos escolhendo a melhor parte? Já sabemos que Jesus é o Caminho, a Verdade e a Vida e que ninguém irá ao Pai se não por Ele (Jo 14:6). Por que adiamos seguir seus passos, por que protelamos nossa transformação? O convite já foi feito há mais de dois mil anos. Será que teremos que despertar pela dor, pelo sofrimento?

Chegou a hora! A transição planetária se acelera dia a dia, Estamos prontos para ela? O momento é de mudança do homem velho, para o homem novo, consciente de suas escolhas, desperto, que busca sair do pântano em que vivia e chegar à planície, para subir a montanha e alcançar planos mais altos. Cabe a cada um de nós, que já encontramos o caminho, fazer a mudança por amor. Buscarmos modelos construtivos, que nos ajudem a modificar as más tendências e a desenvolver o amor incondicional em nós.

O convite da Doutrina Espírita é que saibamos escolher a melhor parte. É hora de pararmos de olhar os defeitos dos outros, de tirarmos a trave de nossos olhos e buscando entender que só depende de nós, do nosso livre arbítrio, a opção pelo bem, pelo amor, pela fraternidade.

A cada dia, traçamos o nosso amanhã. Ele só será de paz, de alegria, de renovação se dermos o primeiro passo, se soubermos o que é melhor para nós, buscando o que edifica e nos convém. Aí sim, poderemos dizer como o Apóstolo dos Gentios: “Já não sou eu que vivo, mas é o Cristo que vive em mim”. (Gl 2:20)

Angela C. Furiati

 

 

SOS-PRECES

SOS Preces

Atendimento Fraterno

Atendimento individual

Segundas, terças e quartas-feiras de 14h às 16h

Quartas e sextas-feiras de 19h30 às 21h

Sábado de 17h às 19h

Saiba Mais...

M A D A

M A D A

Go to top